Sinduscon
Login
Senha
COMAT
Corona vírus -
Norma de Desempenho de Edificações Habitacionais
Sobe para 94,2 pontos a confiança da construção em janeiro
Publicada no dia 29/01/2020 às 09h40

O Índice de Confiança da Construção (ICST) subiu 2,1 pontos em janeiro, passando para 94,2 pontos, maior nível desde maio de 2014 (94,6). Pela oitava vez consecutiva, o ICST registra alta em médias móveis trimestrais, passando de 89,9 pontos em dezembro de 2019 para 91,9 pontos, segundo dados da Sondagem da Construção, divulgados nesta terça-feira (28) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Para a coordenadora de Projetos da Construção da FGV/Instituto Brasileiro de Economia (Ibre), Ana Maria Castelo, o primeiro mês do ano sinaliza o que deve ser a dinâmica dominante ao longo de 2020: o aumento do protagonismo do segmento de edificações, resultante da melhora do mercado imobiliário residencial no ano passado.

“As pesquisas realizadas em 2019 mostraram alta dos lançamentos e vendas, que começam a se traduzir em obras e, portanto, a impactar os indicadores de atividade setorial. A sondagem captou essa percepção mais favorável em relação à atividade recente. Ainda há um longo percurso para recuperar o patamar de atividade anterior à crise, mas as expectativas já mostram empresas otimistas com as tendências dos negócios nos próximos meses”, afirma.

Melhora percepção sobre situação atual e perspectivas

Pela Sondagem, a alta do Índice de Confiança da Construção (ICST) em janeiro decorre da melhora da percepção dos empresários tanto em relação à situação atual quanto às expectativas. O Índice de Situação Atual (ISA-CST) avançou pela oitava vez, indo de 82,6 pontos para 84,3 pontos. A maior contribuição para o resultado do ISA-CST veio do crescimento de 2,2 pontos do indicador de carteira de contratos, que passou para 82,2 pontos, o maior valor desde janeiro de 2015 (85,3 pontos).

Já o Índice de Expectativas (IE-CST) alcançou 104,2 pontos, o maior valor desde setembro de 2012 (104,5 pontos). Dos quesitos que compõem esse índice, o indicador de demanda prevista nos próximos três meses avançou 2,6 pontos, para 105,2 pontos, o maior nível desde março de 2012 (106,5 pontos). Por sua vez, o indicador de tendência dos negócios nos próximos seis meses aumentou 2,2 pontos, para 103,2 pontos, o mesmo valor de março de 2013.

Apesar da recuperação do setor, o Nível de Utilização da Capacidade (NUCI) cedeu 1,0 ponto percentual, para 70,9%, influenciado pela queda na mesma magnitude do NUCI de Mão de Obra.

Em relação ao NUCI para Máquinas e Equipamentos, a variação foi positiva em 0,5 ponto percentual.

Limitações à melhoria dos negócios

Na percepção empresarial sobre os fatores limitativos à melhoria dos negócios, a demanda ainda é o principal problema setorial. Por outro lado, a falta de mão de obra qualificada tem poucas assinalações.

“À medida que o ciclo produtivo avance e as empresas comecem a contratar mais, essa questão deve assumir maior importância”, ressalta Ana Castelo.

A pesquisa foi realizada no período de 2 a 23 de janeiro junto a 703 empresas do setor da construção.

Veja a íntegra da Sondagem da Construção da FGV/Ibre

Fonte: CBIC
Comentários
Seja o primeiro a comentar essa notícia.
Escreva seu comentário
Nome:
Email:
Comentário:
Código de verificação
Outras notícias
https://www.sinduscon-ba.com.br
@Sindusconba Adicionei um vídeo do @YouTube como favorito http://t.co/5pZ0r75j CONSTRUÇÃO CIVIL: quantidade de empregos do
Enviado em: 28/02/2012 | 20:16:41
@Sindusconba SINDUSCON–BA promove Curso de Planejamento de Obras em março - http://t.co/Z8up7NCQ.
Enviado em: 28/02/2012 | 19:11:39
https://www.sinduscon-ba.com.br
https://www.sinduscon-ba.com.br
Campanha Associativismo
Governo contratará 40 mil moradias da faixa 1,5 do Minha Casa Minha Vida
Nova Sede do SINDUSCON-BA
SINDUSCON-BA: saiba mais sobre construção civil
SINDUSCON-BA - Sindicato da Indústria da Construção do Estado da Bahia
ENDEREÇO - Rua Minas Gerais, 436, Pituba • CEP: 41830-020 - Salvador-BA.
TELEFONE:(71) 3616-6000 • Fax: (71) 3616-6001 • E-mail: secretaria@sinduscon-ba.com.br
2010 - 2020. Sinduscon. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital