Sinduscon
Login
Senha
COMAT
Corona vírus -
Norma de Desempenho de Edificações Habitacionais
Setor da construção adota ações contra coronavírus
Publicada no dia 30/03/2020 às 10h01

Com o objetivo de evitar a paralisação dos canteiros de obras importantes – como de hospitais, por exemplo – e minimizar os impactos econômicos causados pelo avanço da pandemia do novo coronavírus, uma série de medidas vem sendo adotada por empresas da construção civil e do mercado imobiliário no sentido de garantir a segurança dos trabalhadores do setor e a saúde dos negócios.

As ações incluem desde a dispensa de funcionários do chamado grupo de risco, como mulheres grávidas e o pessoal acima de 60 anos, até esforços em cuidados preventivos, como medição diária da temperatura, novas rotinas de higienização dos ambientes, redivisão dos turnos de trabalho, reorganização de refeitórios e demais ambientes para evitar aglomerações, e adoção de transporte alternativo.

De acordo com o diretor de relações institucionais do Sindicato da Indústria da Construção do Estado da Bahia (Sinduscon) e vice-presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Carlos Henrique de Oliveira Passos, todas as ações foram elaboradas em conjunto por meio da contribuição de entidades representativas do segmento – empregados e patrões –, por meio da criação de uma rede (fórum) permanente de discussão sobre o assunto e com base nos preceitos difundidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde.

Ainda segundo Passos, amparada no decreto-lei 927, editado esta semana pelo governo federal, medidas como antecipação de férias (coletivas ou individuais), redução do intervalo intrajornada para 30 minutos, também são adotadas “com o intuito de mitigar uma deterioração ainda maior da economia nacional”.

Preocupado ainda com a proteção dos cerca de 120 mil empregos diretos gerados pela construção no estado, Passos ressalta a importância de o setor permanecer em atividade e destaca o anúncio feito ontem mesmo pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), da criação de uma linha de crédito emergencial para ajudar pequenas e médias empresas a quitar a folha de pagamentos, com estimativa de serem liberados cerca de R$ 40 bilhões. A iniciativa deve beneficiar 1,4 milhão de empresas – com faturamento anual de R$ 360 mil até R$ 10 milhões – e 12,2 milhões de trabalhadores.

“Não tenha dúvida que, se nós não continuarmos operando, o estrago pode ser ainda pior (sobre a economia). Eventualmente, algumas empresas não vão conseguir pagar salários, ou férias, vão ter dificuldade de caixa, pagamentos. Um contingente muito grande de trabalhador pode perder o emprego. Nesse momento é preciso adotar mecanismos de segurança para todos. Acredito que as empresas, todas elas preocupadas com a situação, vêm fazendo bem feito o dever de casa.

Além da medição da temperatura corpórea do colaborador na chegada às instalações, entre as outras iniciativas tomadas nos canteiros de obras estão a marcação no piso da entrada da obra – para manter as pessoas distanciadas; distribuição de lavatórios com sabão líquido antes da entrada para refeitório e vestiários; distanciamento entre as mesas e retirada de assentos para evitar o contato dos operários durante refeições; higienização dos espaços e a redefinição de turnos (entrada, almoço e saída) e uso de elevadores.

Todas as ações – tanto de prevenção à doença como administrativo-financeiras – são de fundamental importância nesse momento de crise, diz o presidente da Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi), Claudio Cunha. “A maior parte da atividade da construção civil se dá no canteiro de obras. São medidas de segurança adotadas que devem continuar após essa fase”, afirma.

Venda 100% online

Com pelo menos cinco obras de residenciais Salvador, a construtora Tenda, por meio da assessoria de imprensa, informou que “em decorrência da pandemia de Covid-19, reforçou as operações internas para garantir a segurança e integridade física de todos os seus funcionários. A companhia tem seguido as orientações das autoridades de saúde para evitar grandes aglomerações e ajudar a reduzir a velocidade de propagação do vírus. Para isso, tem divulgado constantemente informações técnicas e precisas a seus colaboradores sobre boas práticas de higiene, além de reforçar a limpeza e assepsia em seus escritórios e canteiros de obra e disponibilizar equipe médica de plantão”.

Além de adotar todas as medidas e prevenção à saúde do trabalhador em seus canteiros de obras, a MRV aproveitou o momento para criar a campanha #fiqueemcasa, na qual intensifica a ideia da compra de imóvel pela internet. Segundo o diretor de marketing e novos negócios, Rodrigo Resende, a empresa preparou todos os seus canais digitais e expandiu a atuação de sua plataforma de vendas digital que possibilita que o cliente realize toda a jornada de compra de um apartamento, “em poucas horas, sem sair de casa”. A ferramenta está no ar para atender às mais de 160 cidades em que a MRV atua, diz.

“Em meio à pandemia do coronavírus, é nosso dever, como empresa, informar e ajudar o nosso público da melhor maneira possível. Assim como toda a população, precisamos nos reinventar para continuarmos ao lado do nosso cliente”, afirma Resende.

Na última quinta-feira, a construtora e incorporadora Pride comemorou o primeiro contrato de venda de imóvel 100% online. Diretor de experiência do cliente, Thiago Kuntze explicou que desde o ano passado a empresa concentra esforços no atendimento e transações digitais, mas que essa “foi a primeira vez em que nenhuma das partes envolvidas precisou se deslocar até o escritório imobiliário”.

Fonte: A Tarde
Comentários
Seja o primeiro a comentar essa notícia.
Escreva seu comentário
Nome:
Email:
Comentário:
Código de verificação
Outras notícias
https://www.sinduscon-ba.com.br
@Sindusconba Adicionei um vídeo do @YouTube como favorito http://t.co/5pZ0r75j CONSTRUÇÃO CIVIL: quantidade de empregos do
Enviado em: 28/02/2012 | 20:16:41
@Sindusconba SINDUSCON–BA promove Curso de Planejamento de Obras em março - http://t.co/Z8up7NCQ.
Enviado em: 28/02/2012 | 19:11:39
https://www.sinduscon-ba.com.br
https://www.sinduscon-ba.com.br
Campanha Associativismo
Governo contratará 40 mil moradias da faixa 1,5 do Minha Casa Minha Vida
Nova Sede do SINDUSCON-BA
SINDUSCON-BA: saiba mais sobre construção civil
SINDUSCON-BA - Sindicato da Indústria da Construção do Estado da Bahia
ENDEREÇO - Rua Minas Gerais, 436, Pituba • CEP: 41830-020 - Salvador-BA.
TELEFONE:(71) 3616-6000 • Fax: (71) 3616-6001 • E-mail: secretaria@sinduscon-ba.com.br
2010 - 2020. Sinduscon. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital