Sinduscon
Login
Senha
COMAT
Banner Seguro DFI Sistema Financeiro
Banner Produtos Seguros - Simule aqui
Retração no setor diminui expectativa de empresários da construção
Publicada no dia 30/04/2019 às 08h27

As expectativas, que se elevaram no fim de 2018, foram frustradas e os empresários se tornaram menos dispostos a assumir riscos, o que comprometeu intenção de investimento no setor da construção, segundo sondagem trimestral divulgada na última quinta-feira (25) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

De acordo com o levantamento, a redução da confiança fez com que o índice de intenção de investimento caísse ao longo do trimestre. O indicador tinha atingido o maior valor dos últimos quatro anos em janeiro. Agora, no entanto, retornou ao nível em que estava antes das últimas eleições.

A satisfação em relação às condições financeiras também regrediu. Os indicadores melhoraram continuamente no decorrer de 2018, mas sofreram quedas que consumiram os ganhos dos últimos doze meses.

A pesquisa mostra, ainda, que o Índice de Confiança do Empresário Industrial – construção (ICEI-construção) teve diminuição de 3,4 pontos. Os componentes do ICEI relacionados a expectativas e condição da economia brasileira caíram de forma mais acentuada que os relacionados à empresa.

Uma pesquisa divulgada na sexta-feira (26) pela Fundação Getulio Vargas (FGV) confirma o cenário. O levantamento aponta que o Índice de Confiança da Construção (ICST) ficou estável em abril, permanecendo em 82,5 pontos. Em médias móveis trimestrais, porém, o ICST recuou pelo segundo mês consecutivo, ao cair um ponto em abril. Isto demonstra a percepção de que o setor ainda enfrenta dificuldades para deslanchar.

Tanto a sondagem da CNI/CBIC como a da FGV sinalizam os mesmos motivos para a tendência pessimista no setor da construção: carga tributária alta e demanda insuficiente.

Índice Nacional de Custo da Construção aumenta 0,49%

Um segundo estudo publicado pela FGV trouxe atualizações sobre Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M), que subiu 0,49% em abril. O percentual é superior ao apurado no mês anterior, quando a taxa foi de 0,19%. A taxa do indicador relativo a materiais, equipamentos e serviços variou 0,67% em abril, ante 0,41% em março. O índice referente à mão de obra subiu 0,33% em abril, após não registrar variação no mês anterior.

Todas as capitais apresentaram aceleração em suas taxas de variação: Salvador, Brasília, Belo Horizonte, Recife, Rio de Janeiro, Porto Alegre e São Paulo.

Fonte: CBIC
Comentários
Seja o primeiro a comentar essa notícia.
Escreva seu comentário
Nome:
Email:
Comentário:
Código de verificação
Outras notícias
https://www.sinduscon-ba.com.br
@Sindusconba Adicionei um vídeo do @YouTube como favorito http://t.co/5pZ0r75j CONSTRUÇÃO CIVIL: quantidade de empregos do
Enviado em: 28/02/2012 | 20:16:41
@Sindusconba SINDUSCON–BA promove Curso de Planejamento de Obras em março - http://t.co/Z8up7NCQ.
Enviado em: 28/02/2012 | 19:11:39
https://www.sinduscon-ba.com.br
https://www.sinduscon-ba.com.br
Campanha Associativismo
Governo contratará 40 mil moradias da faixa 1,5 do Minha Casa Minha Vida
Nova Sede do SINDUSCON-BA
SINDUSCON-BA: saiba mais sobre construção civil
SINDUSCON-BA - Sindicato da Indústria da Construção do Estado da Bahia
ENDEREÇO - Rua Minas Gerais, 436, Pituba • CEP: 41830-020 - Salvador-BA.
TELEFONE:(71) 3616-6000 • Fax: (71) 3616-6001 • E-mail: secretaria@sinduscon-ba.com.br
2010 - 2019. Sinduscon. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital