Sinduscon
Login
Senha
COMAT
Corona vírus -
Norma de Desempenho de Edificações Habitacionais
Preços dos imóveis sobem 0,45% em novembro, diz Fipezap
Publicada no dia 07/12/2020 às 11h16
Os preços dos imóveis residenciais no país subiram 0,45% em novembro, após um avanço de 0,43% em outubro, segundo dados divulgados nesta quinta-feira (3) pela FipeZap.

O indicador monitora a variação do preço médio de venda de imóveis residenciais em 50 cidades.

Além de mostrar uma desaceleração, o Índice FipeZap de novembro também ficou abaixo da inflação esperada para o mês, de 0,62%. A inflação oficial de novembro será divulgada em 8 de dezembro e, se a previsão se confirmar, o valor dos imóveis terá registrado queda real (descontada a inflação) de 0,17%.

No acumulado no ano, porém, os imóveis têm subido acima da inflação. Segundo o levantamento, a alta nominal no acumulado no ano até novembro nas 50 cidades pesquisadas é de 3,21%, acima da projeção do IPCA para para o período (2,85%).

Os maiores avanços em 11 meses foram observados em Brasília (9,16%), Curitiba (7,47%) e Manaus (5,95%). Em São Paulo e no Rio de Janeiro, as altas acumuladas são de 3,40% e 1,30%, respectivamente.

Em 12 meses, os preços ainda acumulam queda real de 0,81% (em se confirmando a expectativa para o IPCA de novembro). Sem contar a inflação, os preços acumulam alta nominal de 3,19%.

A alta nos preços dos imóveis em 2020 acontece em um cenário de juros baixos e aquecimento do mercado imobiliário, com maior procura e volume de crédito imobiliário contratado no país.

Variação no ano

Entre as capitais monitoradas pela FipeZap, apenas Recife não registrou alta nominal nos preços de venda no acumulado no ano. Veja os resultados nas capitais:

São Paulo: 3,40%
Rio de Janeiro: 1,30%
Belo Horizonte: 4,23%
Brasília: 9,16%
Salvador: 3,23%
Fortaleza: 1,61%
Recife: -0,96%
Porto Alegre: 1,77%
Curitiba: 7,47%
Florianópolis: 5,94%
Vitória: 5,71%
Goiânia: 3,93%
João Pessoa: 3,32%
Campo Grande: 5%
Maceió: 5,94%
Manaus: 5,95%

Preço médio de venda

O preço médio dos imóveis em novembro ficou em R$ 7.455 por metro quadrado (m²) entre as 50 cidades monitoradas. Rio de Janeiro se manteve como a capital monitorada com o preço do m² mais elevado (R$ 9.409/m²), seguida por São Paulo (R$ 9.294/m²) e Brasília (R$ 7.988/m²).

Já entre as capitais monitoradas com menor valor médio de venda residencial por m², foram Campo Grande (R$ 4.339/m²), Goiânia (R$ 4.446/m²) e João Pessoa (R$ 4.473/m²).
Fonte: G1 Economia
Comentários
Seja o primeiro a comentar essa notícia.
Escreva seu comentário
Nome:
Email:
Comentário:
Código de verificação
Outras notícias
https://www.sinduscon-ba.com.br
@Sindusconba Adicionei um vídeo do @YouTube como favorito http://t.co/5pZ0r75j CONSTRUÇÃO CIVIL: quantidade de empregos do
Enviado em: 28/02/2012 | 20:16:41
@Sindusconba SINDUSCON–BA promove Curso de Planejamento de Obras em março - http://t.co/Z8up7NCQ.
Enviado em: 28/02/2012 | 19:11:39
https://www.sinduscon-ba.com.br
https://www.sinduscon-ba.com.br
Campanha Associativismo
Governo contratará 40 mil moradias da faixa 1,5 do Minha Casa Minha Vida
Nova Sede do SINDUSCON-BA
SINDUSCON-BA: saiba mais sobre construção civil
SINDUSCON-BA - Sindicato da Indústria da Construção do Estado da Bahia
ENDEREÇO - Rua Minas Gerais, 436, Pituba • CEP: 41830-020 - Salvador-BA.
TELEFONE:(71) 3616-6000 • Fax: (71) 3616-6001 • E-mail: secretaria@sinduscon-ba.com.br
2010 - 2021. Sinduscon. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital