Sinduscon
Login
Senha
COMAT
Corona vírus -
Norma de Desempenho de Edificações Habitacionais
Editais para obras no Mercado Modelo e Museu são lançados em Salvador
Publicada no dia 10/05/2021 às 11h36
O Mercado Modelo e Museu da Santa Casa de Misericórdia, ambos em Salvador, vão passar por obras de requalificação e o edital para licitação dessas obras foi lançado na última sexta-feira (7), pelo prefeito Bruno Reis.

De acordo com a prefeitura, o projeto de requalificação do Mercado Modelo foi elaborado pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF) e terá como premissa a restauração dos elementos arquitetônicos e estruturais do estabelecimento. O orçamento estimado é de R$ 14,5 milhões, provenientes de convênio com a Caixa Econômica Federal, e o prazo para conclusão das obras é de 12 meses. A data de início das obras ainda não foi divulgada.

De acordo com o prefeitura, todos os boxes do Mercado Modelo serão requalificados. Construído numa área de 8,4 mil m², o imóvel possui subsolo, pavimentos térreo e superior, além de mezaninos. Esses espaços também vão passar por requalificação.

No térreo, a área coberta chamada de rotunda servirá como amplo espaço multiuso, informou a prefeitura. Além disso, haverá espaços de serviço, com recepção, local de controle de acesso à área expositiva do subsolo, posto de informações para os visitantes tanto sobre a própria estrutura (localização de lojas, por exemplo), quanto sobre o turismo em Salvador de forma geral. Serão implantados ainda mais sanitários, inclusive para pessoas com deficiência.

No mezanino 1, também no térreo, haverá estação de trabalho para dar suporte à administração do Mercado Modelo e concentrar os informativos sonoros. O andar vai abrigar ainda sala de reunião com capacidade para 14 pessoas, salas da Guarda Municipal e da Brigada de Incêndio e um depósito de material de limpeza.

O pavimento superior terá um salão com um pequeno palco para apresentações culturais de menor porte, mesas e balcões de atendimento dos restaurantes que existem no local, e mais uma varanda.

O mesmo andar vai continuar com um espaço de serviços, com caixas eletrônicos para transações financeiras e sanitários. Um pequeno mezanino privativo abrigará espaços de administração e vestiários. Haverá ainda uma estrutura abrigará reservatório de água potável, áreas para sistema de exaustão e de convergência da tubulação de exaustão dos bares e restaurantes da edificação, encaminhamento para saída pela cobertura e áreas para sistema de climatização.

Os critérios de acessibilidade universal também serão instalados. O projeto de requalificação do Mercado Modelo recomenda, também, a construção de um depósito de lixo, tendo em vista não apenas o impacto visual que este volume geraria na Praça Cairu, mas os benefícios à manutenção da qualidade ambiental e higiene que o sistema proporciona.

Museu

Localizado ao lado do Palácio Thomé de Souza, o Museu da Misericórdia da Santa Casa da Bahia passará por obras de restauração, recuperação e ampliação.

A iniciativa será coordenada pela Sucop e tem projeto orçado em R$ 9,5 milhões, também provenientes de recursos federais. O prazo estimado para conclusão da intervenção é de 20 meses. A data de início das obras ainda não foi divulgada.

A obra envolve restaurações de forros com pintura artística, de dez imaginárias de arte sacra, de esquadrias e elementos de madeira e de retábulo artístico entalhado. Também contempla construção de um anexo com 112 m² de área e melhorias no piso e nos revestimentos existentes, além de troca de esquadrias com instalação de portas e janelas de madeira e de alumínio.

Será feita, ainda, pintura de paredes internas e externas, de forros e lajes, instalações de telhas tipo colonial e de uma claraboia em vidro. O imóvel contará com novos sistemas de ar-condicionado, instalações elétricas e de luminárias, telefonia e hidrossanitárias (água fria, esgoto e águas pluviais), além de um elevador.

Inaugurado em 2006 pela Santa Casa da Bahia, o Museu da Misericórdia agrega grande valor ao panorama artístico e cultural do Centro Histórico de Salvador. Instalado em palacete do século XVII que já abrigou o primeiro hospital da cidade - fundado pela Santa Casa -, possui rico acervo, composto por mais de 3,8 mil peças, classificadas em diversas categorias, como alfaia, mobiliário, pinacoteca e imaginária. Trata-se de um legado de 469 anos de história, com obras que contextualizam do século XVII até os dias atuais.

Um dos destaques são os azulejos de 1712 que reproduzem a Procissão do Fogaréu, que a Irmandade da Santa Casa realizava na noite de Quinta-Feira Santa. Também haverá atenção especial para a sala com quadros do expoente pintor barroco José Joaquim da Rocha, que retratam a Paixão de Cristo.

O museu ainda conta com quadros que retratam Antônio de Lacerda, projetista e executor da obra do Elevador Lacerda, e Raimunda Porcina de Jesus, que alforriou os escravos da Filarmônica dos Chapadistas.
Fonte: G1 Bahia
Comentários
Seja o primeiro a comentar essa notícia.
Escreva seu comentário
Nome:
Email:
Comentário:
Código de verificação
Outras notícias
31-08-2021 - Casa sem cores
https://www.sinduscon-ba.com.br
https://www.sinduscon-ba.com.br
https://www.sinduscon-ba.com.br
Campanha Associativismo
Governo contratará 40 mil moradias da faixa 1,5 do Minha Casa Minha Vida
Nova Sede do SINDUSCON-BA
SINDUSCON-BA: saiba mais sobre construção civil
SINDUSCON-BA - Sindicato da Indústria da Construção do Estado da Bahia
ENDEREÇO - Rua Minas Gerais, 436, Pituba • CEP: 41830-020 - Salvador-BA.
TELEFONE: (71) 3616-6000 / 9.8191-1162 • Fax: (71) 3616-6001 • E-mail: nae@sinduscon-ba.com.br
2010 - 2021. Sinduscon. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital